Clínica Sporth

Lesão Meniscal

O menisco é uma fibrocartilagem em formato de "C" composta por uma trama de fibras em sentido circular. É submetido continuamente a carga, acomoda o fêmur com a tíbia alem de ajudar na distribuição do liquido sinovial por toda a articulação do joelho.

Em um joelho temos o menisco medial (interno) e o menisco lateral (externo), sendo o medial mais fixo e o lateral mais móvel. Local freqüente de lesões os meniscos possuem uma pobre irrigação, limitada a sua periferia. Esta caracteristica se traduz em uma pobre capacidade de cicatrização e com isto na indicação de cirurgia para o seu tratamento, isto é quando o paciente apresenta sintomas.

Entre as causas de lesão podemos dividir em dois grupos: traumáticas e degenerativas. No primeiro caso estão os pacientes com traumas torcionais do joelho, atividades de sobrecarga associada a um movimento rotacional ou flexão extrema e brusca. No segundo grupo o estrutura e capacidade mecânica do menisco apresenta-se alterada permitindo que uma leve sobrecarga evolua para uma lesão. De forma semelhante a uma borracha o menisco se torna mais ressecado e mais quebradiço e com isto mais facilmente de rasgá-lo.

A sintomatologia é caracterizada por dor continua ou não, principalmente nos movimentos de flexão dos joelhos (agachamento, ao levantar do chão, ou com movimentos de rotação brusca do joelho), derrame articular de repetição (famosa "água no joelho) e eventualmente falseio ou bloqueio do joelho.

O exame radiológico para o diagnóstico é a Ressonância Magnética do Joelho.

Com o diagnóstico fechado indicamos o tipo de tratamento. Com base em dados individuais de cada paciente e levando em consideração a incapacidade de cicatrização do menisco, na grande maioria dos casos, é indicada a realização do tratamento cirúrgico artroscópico com a ressecção parcial da lesão. Este tratamento é chamado de meniscectomia parcial.

 

Em alguns casos específicos conseguimos suturar(costurar) este menisco e com isto preservar sua integridade.